9.11.09

 

Esclareça algumas das dúvidas mais frequentes sobre a acupunctura (consiste na aplicação de agulhas, em pontos definidos do corpo, para obter efeito terapêutico em diversas condições).

 

 


A Acupunctura trata qualquer doença?
A acupunctura é indicada no tratamento de diversas doenças ou sintomas, já que apresenta efeito analgésico, anti inflamatório e de relaxamento muscular, além de promover imunidade e agir na reabilitação das sequelas do derrame cerebral. Também apresenta efeito calmante, anti depressivo leve e cicatrizante, entre outras acções não muito pesquisadas. Como em qualquer outro tratamento médico, a acupunctura pode apresentar limitações. Por exemplo: não trata o cancro, mas pode melhorar a dor, a depressão, falta de apetite, náusea, vómito e outros desconfortos causados pela quimioterapia, pela radioterapia e pelo próprio cancro. Por outro lado, há lesões musculares e dores de cabeça que podem ser tratadas pela acupunctura com resultados bastante satisfatórios.


O efeito da Acupunctura é imediato?
Cada vez mais, o uso de acupunctura é recomendado em casos de emergência, principalmente em casos de dores nos músculos ou tendões, como as que ocorrem em desportistas. Equipas europeias e asiáticas, de várias modalidades desportivas, contam com o apoio de médicos acupuncturistas durante as competições.

 

A Acupunctura é um tratamento complementar?
Actualmente os tratamentos em qualquer área médica tendem a ser multidisciplinares, ou seja, complementares. Nesse contexto, a acupunctura é um método de tratamento complementar, de acordo com a nova terminologia da OMS - Organização Mundial da Saúde.

Exemplos:

  • Pacientes com torcicolo ou dor muscular podem ser tratados somente por acupunctura com resultados satisfatórios;
  • Cerca de 70% dos pacientes acometidos de fibromialgia, ou seja, dores crónicas generalizadas, melhoram significativamente com acupunctura. Os demais (30%) devem complementar o tratamento com medicamentos e apoio de profissionais da Saúde Mental e da Medicina Física. O condicionamento físico é obrigatório para todos os pacientes com fibromialgia;
  • Em casos de artrite reumatóide ou de lúpus eritematoso sistémico, a acupunctura não substitui o tratamento medicamentoso, mas o complementa.

Acupunctura dói?
A introdução das agulhas, em geral, não provoca dor. Pode no máximo gerar uma sensação muito leve de picada. Contudo, o “efeito acupunctura” depende da profundidade e manipulação das agulhas de forma adequada, o que pode provocar algumas sensações como "peso", "distensão", ou uma leve sensação de "choque", que podem indicar o efeito terapêutico alcançado.


As agulhas de Acupunctura contêm medicamentos?
Não, elas não contêm medicamentos. A acção terapêutica deve-se ao estímulo de agulhas em determinados pontos, fazendo com que o próprio organismo libere várias substâncias neurotransmissoras, que exercem acções analgésica, relaxante e anti inflamatória, entre outras, aliviando a dor e gerando sensação de bem-estar.

 

Em que casos a Acupunctura deve ser considerada a primeira opção de tratamento?
Quando o paciente é alérgico ou sofre efeitos colaterais graves decorrentes do uso de medicamentos, em casos de insuficiência de função do fígado ou dos rins, pacientes com histórico de sangramento gástrico ao tomar analgésico e/ou anti inflamatório ou idosos que necessitam tomar muitos remédios. Pacientes hipertensos ou diabéticos que pioram com o uso de analgésico ou anti inflamatório. Da mesma maneira, nos pacientes em pós-operatório de cirurgias cardíacas, o uso da acupunctura é recomendado. Em mulheres em período de gestação ou de amamentação, o uso de acupunctura deve ser a primeira escolha para o tratamento de diversos sintomas, inclusive da depressão pós-parto.


A Acupunctura tem contra-indicações?
Qualquer indivíduo, em qualquer idade, pode ser tratado com acupunctura, excepto os pacientes com infecções generalizadas da pele. Esta é uma técnica invasiva que exige conhecimentos médicos sobre anti-sepsia, anatomia e fisiologia humanas, fundamentais para evitar acidentes e complicações que eventualmente possam ocorrer, tais como inoculação de micro organismos no corpo humano ou dano a alguma estrutura nobre, como fígado, rim ou pulmão, com sequelas imprevisíveis. Mas esse tipo de risco é extremamente baixo.


A Acupunctura ajuda a emagrecer?
A acupunctura actua diminuindo a ansiedade, a sensação de fome e, desse modo, controla a compulsão alimentar, principalmente por doces. Esse efeito favorece a reeducação alimentar, sem a necessidade do uso de drogas para reduzir o apetite. Esta é uma das grandes vantagens: age sem causar efeitos colaterais ou dependência química provocada pelos moderadores de apetite. Alguns efeitos adicionais são: melhora o sono, reduz a irritabilidade e os sintomas causados pela obesidade, tais como dor na coluna, joelhos e pés, o que motiva a realização de exercícios físicos. A técnica também é indicada em pacientes com a síndrome de abstinência causada pela suspensão inadequada dos remédios moderadores do apetite

 

link do postPor consultorioestetica, às 17:07  comentar



Este consultório aborda temas de cuidados de estética facial (acne, tratamento para rugas, manchas, etc.) e corporal (celulite, gordura localizada, retenção de líquidos, cirurgias plásticas, varizes, etc.), bem como de vários assuntos relacionados com as terapias alternativas (massagens, zen shiatsu, reiki, etc.).

Pode através deste consultório colocar as suas questões relacionadas com estes temas.
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da estética e terapias alternativas japonesas.

E-mail: consultorioestetica@sapo.pt
Profª. Vanessa Matsumoto


A Profª Vanessa Matsumoto é esteticista, cosmetologista especializada em estética japonesa e formadora reconhecida pela JSCA (Japan SuperSonic Cosmetology Association). Foi discípula da mestre Hisayama Nats, presidente da JSCA e a mais conceituada esteticista do Japão. Trabalhou directamente na clínica dela, chamada "Le Kya", em Osaka no Japão, durante 6 anos e participou em várias feiras internacionais em Hong Kong, Japão e Coreia.
No Japão teve especialização em: tratamentos para acne, celulite, drenagem linfática normal e pós operatória e vários tipos de massagens japonesas.
No Brasil teve uma clínica médica onde fazia preparação para cirurgias plásticas, acompanhamento de pós operatório estético e todos os tratamentos estéticos convencionais.
Em Portugal, é proprietária do NIPON SPA JAPONÊS , um espaço dedicado as terapias japonesas.


Contacto:
Nipon Spa Japonês
Telemóvel: 917 448 484
Telefone: 217 157 010
E-mail: nipon@nipon-terapias.com
Site: www.niponspa.com

pesquisa
 
links
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


blogs SAPO